top of page

"Eu crio diálogos mentais" - Mente Inquieta e Preocupações


📕"O que quer dizer “voltar-se para si mesmo”?


Utilizar bem seus ouvidos e seus olhos, ter temperança com seus desejos e ânsias, conceber projetos inteligentes (zhi mou 智謀), evitar raciocínios capciosos, fazer seu espírito viajar em lugares sem limites e conduzir seu coração sobre o caminho da espontaneidade (zi ran 自然).


É isto o que permite não confrontar a Natureza (tian 天).


Não confrontando a Natureza, toma-se consciência (zhi 知) da sua própria energia interior (jing 精); tomando consciência da sua própria energia interior, reconhece-se (zhi 知) em si mesmo o espírito (shen 神), e reconhecer em si o espírito é atingir a unidade (yi 一).


Cada um dos dez mil seres que possuem forma apenas se tornam completos depois de

atingir a unidade.


É somente tomando consciência (zhi 知) da unidade que se está em posição de responder às mudanças e às evoluções (bian hua 變化) de todas as coisas, com um espírito insondavelmente vasto, grande, profundo e penetrante.


A prática das virtudes luminosas,

admiráveis, se assemelha aos fogos do sol e da lua, os quais nada pode apagar.


É neste momento que os homens eminentes se mostram e vêm de longe, desde que não os parem.


Os sopros do pensamento (yi qi 意氣) se espalham por toda parte sem que nada os freie,

conquanto seja difícil retê-los.


Desta forma, saber reconhecer a unidade (zhi zhi yi 知知一) é

retornar à verdadeira simplicidade (pu 樸).


LÜSHI CHUNQIU III, 4 - Trad. I. Kamenarovic (Retirado da aulas da Prof Elisabeth Rochat)


Marcela Jacob

Acupunturista


Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page